X
Mais pesquisados

PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS CONVOCA APROVADOS NO CONCURSO DE 2015 DA EDUCAÇÃO

access_time14/05/2019 11:46

A Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Educação, está convocando os candidatos aprovados no Concurso Público – Edital SME nº 001/2015 para suprir a necessidade de professores da rede municipal de ensino. Estão sendo chamados Professores Especialistas (Orientadores pedagógicos e educacionais), Estimuladores Materno Infantis, Professores I (Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Ciências, Inglês, Artes e Educação Física) e Professores II, que são aqueles que atuam em turmas da Educação Infantil ao primeiro segmento do Ensino Fundamental.

SME DIVULGA CALENDÁRIO DE MATRÍCULA 2018

access_time07/11/2017 18:49

Os pais e responsáveis da Rede Municipal de Educação de Duque de Caxias devem ficar atentos ao calendário de matrículas para o ano 2018. Para quem já é aluno e quer se manter na mesma escola, a renovação da matrícula deverá ser feita na própria unidade escolar, do dia 1º a 10 de novembro. Já os que necessitarem ir para outra escola da rede, deverão acessar o site da SME, no endereço eletrônico www.smeduquedecaxias.rj.gov.br , de 10 a 14/11, para fazer a migração interna. Após a solicitação, de 16 a 21/11, os pais e responsáveis deverão dirigir-se às unidades de destino para conclusão da migração.

PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS DÁ DESCONTO AOS CONTRIBUINTES QUE PAGAREM O IPTU 2018 EM COTA ÚNICA

access_time02/01/2018 16:58

A Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento, informa a tabela de pagamento do IPTU 2018. Os contribuintes do município poderão conferir como consultar ou pagar com descontos, por meio de cota única, o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana da cidade de Duque de Caxias.

FEIRA DO PROJETO REDE DE HORTAS URBANAS REUNIU DEZENAS DE AGRICULTORES NA PRAÇA DO PACIFICADOR

FEIRA DO PROJETO REDE DE HORTAS URBANAS REUNIU DEZENAS DE AGRICULTORES NA PRAÇA DO PACIFICADOR

person access_time10/07/2019 12:02

No último sábado, 06 de julho, dezenas de produtores da agricultura familiar dos município de Duque de Caxias, Teresópolis, Três Rios e Rio de Janeiro (Bangu e Padre Miguel), participaram da Feira de Produtores da Agricultura Familiar Urbana e Periurbana, como parte da Rede de Hortas Urbanas e Jardins Produtivos. O projeto, desenvolvido pela Universidade Federal Fluminense – UFF, em parceria com a Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério da Agricultura (MDA), contou com o apoio da Prefeitura de Duque de Caxias, através das secretarias municipais de Cultura e Turismo, Educação, Meio Ambiente e de Desenvolvimento Econômico, Agricultura, Abastecimento e Pesca.

Agriculturas como alface, quiabo, tangerina e batata doce, tudo direto da horta para as mãos do consumidor e por um preço bem acessível, fez a alegria dos visitantes da feira. Compotas e doces caseiros de aipim, banana, abóbora e chocolate também adoçaram o paladar dos consumidores caxienses.
Ana Paula, agricultora da área rural do Tinguá, foi uma das expositoras. “Morei anos na comunidade da Mangueirinha, no primeiro distrito de Duque de Caxias. Sempre sonhei com um pedacinho de terra para plantar e colher e essa é a realidade que vivo hoje, no Sítio Benção de Jeová. Colhemos verduras, açaí, banana, cacau, que é o nosso forte, com a produção caseira de chocolate, que transformo em pasta, bombons e outras delícias”, destaca Ana. Com o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura de Duque de Caxias, ela ganhou um espaço para vender seus produtos na Feira de Agricultora Familiar, que acontece uma vez por mês no Caxias Shopping.

Outro que veio de longe para expor sua produção, foi o jovem agricultor João Victor da Silva, de 22 anos, da localidade de Bem Posta, no município de Três Rios. “Na área rural de Bem Posta eu crio alguns bichos e tenho uma produção agrícola familiar, que vendo direto ao consumidor e para pequenos comércios locais, além de participar de feiras como essa”. O jovem Victor faz parte da Rede de Hortas Urbanas e destaca a importância do projeto no fortalecimento de vínculos entre os pequenos produtores familiares no Estado.

A literatura também foi destaque, com o lançamento do livro “Jogue Sementes”, uma coletânea de textos e desenhos organizados pela professora Denise Oliveira, da Escola Municipalizada Ciep 015 Henrique de S Filho Henfil, localizada no Parque Paulista, Duque de Caxias. O livro, uma produção coletiva dos alunos do 3º ano do ensino fundamental, nasceu da iniciativa das crianças em dar utilidade a um espaço sem uso no terreno da escola, criando no local uma pequena horta, desenvolvida de forma sustentável e proporcionando a colheita de alimento saudável para consumo da própria comunidade escolar. “Em consequência dessa ação, que partiu dos próprios alunos, trabalhamos temas como o suso de agrotóxicos, produção e descarte de resíduos, a relação que a humanidade estabelece com o solo, a valorização do trabalho no campo e, acima de tudo mostrando a depedência que a população da cidade tem com o campo e a necessidade de no reconhecermos como parte integrante do Meio Ambiente”, explica a professora. O livro “Jogue Sementes” tem dupla função: divulga o resultado da pesquisa de Mestrado, apresentado pela professora Denise Oliveira, no IFRJ-Instituto Federal do Rio de Janeiro; e traduz esses resultados para um liguagem infantil, que valoriza acima de tudo a participação dos alunos, que fizeram os textos e desenhos que compõe o livro.

Rede de Hortas Urbanas e Jardins Produtivos

O Projeto Hortas Urbanas e Jardins Produtivos teve início em meados de 2018, com a realização de um levantamento onde foram cadastrados 211 espaços e selecionados 180 produtores, das diversas regiões do Estado, para receberem acompanhamento. O projeto se propõe a valorizar a produção agrícola voltada para o autoconsumo, com aproveitamento de pequenas faixas de terra, áreas degradadas, aumentando a oferta de alimentos e a diversificação na dieta das famílias. A meta é fortalecer uma rede de produtores e seus laços de vida comunitária, condição indispensável para a criação de lugares de convivência social e produtiva, reduzindo possíveis riscos de insegurança alimentar e nutricional, de violência e mesmo da pobreza, por meio da geração de renda.

folder_openTags